Debate III – Legalizar, ou não, a prostituição em Portugal?

Com ou sem a opacidade de paredes, a prostituição sempre existiu e existe.
A Associação ComuniDária, no âmbito da sua missão, criou mais um braço na árvore da sua atuação e decidiu empenhar-se na delicada e controversa matéria que envolve o Trabalho Sexual em Portugal.
Assim sendo, a ComuniDária em parceria com o Centro InterculturaCidade , Lisboa, juntaram todas as condições para a realização do DEBATE III que visa exatamente a discussão da legalização, ou não, da prostituição* em Portugal.
Considerando que a sua presença é importante e atendendo a que este debate se pretende o mais plural possível e que integre as várias correntes opinativas sobre o assunto, convidamos todas as pessoas interessadas no tema a estarem presentes nesta iniciativa, a qual terá lugar no próximo de 11 de janeiro, quinta-feira, pelas 18h00, na
Travessa do Convento de Jesus, 16 A, (Calçada do Combro), Lisboa, cabendo aqui salientar que este espaço foi gentilmente cedido pelo Centro InterculturaCidade.
De modo a consolidarmos o DEBATE, consideramos de extrema importância a presença dos Partidos Políticos Portugueses, com ou sem assento na Assembleia da República.

Programação:
Apresentação e discussão do vídeo da entrevista intitulado “Putas sem paredes”;
Aceda à entrevista aqui:

Mesa de oradoras e oradores confirmadas/os:

Moderação a cargo de: Maria Magdala, Presidente da ComuniDária, gestora pela FGV-Brasil, especialista em Desigualdade, Cooperação e Desenvolvimento Sustentável – Universidade Complutense de Madrid;
Carlos Gamito, Jornalista;
Joffre António Justino, Presidente da Associação Promotora do Livre Pensamento, cooperativista e interventor político social.
Em breve serão anunciados os nomes das restantes oradoras e dos restantes oradores.

Debate aberto a todas as pessoas presentes.

Leia, reflita e assine a Petição: http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT86274

Apoio: Mama Cash

Anúncios